Global Travel & Corporate

Mercado da Ribeira

30 abr . 2018

Ah, Lisboa! Que cidade maravilhosa, repleta de cultura, com atrações históricas fantásticas e todo um charme antigo misturado com um astral de pessoas receptivas e atenciosas. Além disso, é um local muito procurado por artistas e pessoas que curtem o mundo das artes.

Um dos pontos mais fortes da cidade é a gastronomia portuguesa, decidir onde comer em Lisboa pode não ser uma tarefa fácil, a cidade oferece uma gama imensa de excelentes opções.

Mercado-da-Ribeira-2-dicas-Viaje-Global

Uma dica preciosa de onde comer bem sem gastar muito, é o Mercado da Ribeira, o espaço moderninho de Lisboa. Um ambiente histórico renovado, com um conceito próximo ao do food truck, só que muito mais elaborado. O ambiente conta com pequenas bancas de restaurantes diversos, em uma área divertida e descontraída, perfeita para os mais diversos paladares. Comidas portuguesas elaboradas por grandes chefs, cervejarias, drinks, wine bars, e até mesmo os famosos “pregos” e os pastéis de bacalhau.

HISTÓRIA DO MERCADO DA RIBEIRA

Lisboa sempre foi uma cidade de muitos mercadores. Vendiam de tudo pelas ruas. Conforme a grande demanda de negócio, começou a existir uma preocupação de arrumar a cidade e colocar esses mercadores em locais específicos.

Mercado-da-Ribeira-6-dicas-Viaje-Global

O negócio entre os mercadores foi crescendo cada vez mais, onde surgiu a necessidade de arrumar a cidade e colocar os comerciantes em locais propícios e mais organizados. Foi aí que nasceu o Mercado da Ribeira Velha, localizado na Zona do Campo das Cebolas, onde vendiam principalmente hortaliças, peixes e frutas.

Mercado-da-Ribeira-7-dicas-Viaje-Global

Em 1766, após onze anos do terremoto que destruiu a cidade de Lisboa, o mercado foi realocado para o Ocidente do Terreiro do Palço, onde até hoje se encontra. Nesta nova direção, o comércio era composto por cabanas e bancas de venda, onde os comerciantes vendiam de tudo um pouco.

Conforme a popularidade do estabelecimento ia crescendo, no ano de 1882 o mercado passou por mais uma reforma, exigindo então corredores e uma organização ainda melhor entre essas bancas e barracas. Após onze anos da inauguração, um incêndio horrível aconteceu, destruindo boa parte do mercado. Com todo esse prejuízo, o local demorou para se reestruturar. Foram 30 anos de luta para ser reconstruído.

Mercado-da-Ribeira-dicas-Viaje-Global

Após anos de trabalho, em 1930 o mercado foi definitivamente reestruturado e ganhou a estrutura preservada até hoje. Painéis de azulejo foram incrementados, além de acrescentarem mais dois andares. Um, onde acontecem atrações e que serve como forma de convite para mais uma subidinha de escada, onde encontra o acesso ao relógio da torre, que tem todo um valor religioso para os moradores da cidade. No andar do relógio, existe mais um caracol de escadas que leva ao ponto mais alto do mercado, onde estão instalados sinos que dão badaladas a cada horas e meias horas.

ESTRUTURA

O Mercado da Ribeira possui 30 restaurantes com as mais diversas opções gastronômicas, oferecendo desde comida orgânica a gastronomia prêt-à-manger de chefs conhecidos, como Henrique Sá Pessoa (do Alma) e Alexandre Silva (do Bica do Sapato). Todos representam e oferecem muito bem produtos feitos em Portugal.

O local possui mesas espaçosas, semelhantes a um refeitório. O ambiente é bem moderninho, com balcões e bancos altos, ou longas mesas comuns, acompanhando com uma boa música ambiente e o burburinho típico de um mercado. Não tem quem sirva às mesas, cada um compra onde quiser, escolhe seu lugar para sentar e faz sua refeição.

Mercado-da-Ribeira-8-dicas-Viaje-Global

Apesar de ter uma estrutura grande, costuma estar sempre lotado. Os horários mais tranquilos são no período da tarde.

Os preços são bem acessíveis. Entre €10 e €20, existindo ainda opções de combos (prato principal + bebida + sobremesa) que custam em média €15. Uma ótima oportunidade de comer bem sem gastar muito. E para quem não pretende fazer uma refeição no momento de visitar o mercado, há lojas de vinhos, plantas, conservas e até uma tabacaria no local.

Além da parte gastronômica no térreo, há ainda no primeiro andar uma sala de espetáculos com capacidade para até 1000 pessoas e um balcão de informações da revista Time Out Lisboa.

LOCALIZAÇÃO

O prédio do mercado fica em frente ao Cais do Sodré. Hoje está dividido em 2 partes, o Mercado Tradicional, onde estão expostos os produtos “in natura” (frutas, hortaliças, legumes, peixes, entre outros) e o TimeOut Market, onde você pode beber e comer de tudo um pouco.

Mercado-da-Ribeira-4-dicas-Viaje-Global

Para facilitar a sua chegada no local, temos uma dica. Pegue o metrô para a estação Cais do Sodré. Se estiver na região do Rossio, Baixa ou Praça do Comércio, poderá ir a pé tranquilamente.

CURIOSIDADES

Se você estiver por Lisboa, ou até mesmo no Mercado da Ribeira e ouvir ou ler em algum cartaz a frase “temos prego”, não pense que você está em frente a uma loja de materiais de construção. Prego, para o pessoal de lá, nada mais é do que bife no pão. Você também pode pedir o prato para o garçom com o nome de “bitoque”, que nada mais é do que o famoso prego, só que servido no prato, com arroz e salada.

Mercado-da-Ribeira-5-dicas-Viaje-Global

Também temos outra expressão que você vai ouvir muito na cidade. A famosa “há pipis”, que quer dizer que ali é servido um prato à base de moela de galinha. Legal, né?

Mercado-da-Ribeira-3-dicas-Viaje-Global

O espaço Mercado da Ribeira funciona de domingo a quarta das 10h à meia-noite e de quinta a sábado das 10h às 2h, localizado na avenida 24 de Julho, número 50. Um lugar incrível que vale a pena conhecer. Muitas pessoas que vão à Lisboa costumam dizer que quem não visitou o mercado, não foi realmente à Lisboa. O local realmente é incrível.

Bom apetite e boa viagem!